Negociar dívidas do cartão de crédito é uma ação muito importante, principalmente quando algum imprevisto acontece e a gente percebe que não vai conseguir dar conta de pagar tudo de uma vez. É essencial agilizar o processo nessa situação, pois quanto antes você conseguir firmar um acordo, menor é o valor a ser pago, incluindo taxas, multas etc.

Pensando na urgência desse assunto, trouxemos este post com algumas dicas para fazer uma boa negociação e não deixar seu nome sujo ou dívidas rolando. O objetivo aqui é que você saiba qual caminho seguir e como chegar ao seu objetivo, a fim de encontrar as melhores opções e descontos. Que tal se inteirar? Continue lendo!

Determine uma meta para a negociação

É bastante comum que recorramos às negociações apenas de forma consultiva. Em outras palavras, você vê quanto está, quais são as possibilidades, mas acaba deixando para lá. Essa não é uma boa postura quando o assunto é conseguir quitar as dívidas, pois você acaba se tornando uma pessoa reativa.

O ideal é que você tome a frente na situação, não apenas tendo a iniciativa de ir buscar opções de quitação, mas também contando com um plano e metas nesse sentido. Quando você pode pagar? Em qual prazo? Qual redução de juros seria ideal? Tenha esses direcionamentos como guias para considerar as opções de negociação.

Vá além do valor da parcela

Para construir uma meta real para a quitação da dívida, é importante pensar além do valor estipulado na parcela. Afinal, não é só isso que será cobrado de você. Informe-se sobre os valores totais, além dos juros e das taxas, que mudam de acordo com o prazo escolhido.

Lembre-se de que você pode negociar até encontrar uma situação satisfatória. Considere que, assim como você quer quitar as suas dívidas, as prestadoras de crédito também desejam receber. É claro que os juros e taxas são um ponto de benefício para elas, mas de nada adianta firmar um contrato com valores que o seu bolso não comporta.

Por isso mesmo, só confirme a negociação se a parcela estiver dentro das suas condições. Exponha as suas condições, converse sobre os valores cobrados de juros e taxas e minimize o quanto for possível: eis o caminho para uma boa renegociação.

Se informe sobre práticas abusivas

Há algumas práticas em bancos e financiadoras que você não precisa aceitar. Elas são chamadas de práticas abusivas, e você deve prestar atenção a elas. Uma das mais corriqueiras é exigir a contratação de um seguro para a obtenção da renegociação de dívidas. Esteja ciente de que você não precisa concordar com nenhum outro serviço para poder quitar as suas dívidas no cartão de crédito.

Analise o cenário anterior à dívida

Se você está mobilizando a sua vida financeira a fim de quitar as dívidas do cartão, podemos entender que o cenário é outro e que o seu desejo é manter o seu nome limpo. Nós ficamos felizes!

O passo da negociação é extremamente relevante para organizar as finanças, mas saiba que há uma postura que deve acompanhar todo o processo: o compromisso de não gerar outras dívidas.

Para isso, observe o que gerou essa dívida que está sendo renegociada. Dê uma olhada na fatura e “passe um pente-fino” vendo quais foram os gastos causados por descuido ou descontrole.

Isso é um exercício de observação e conclusão. A ideia, portanto, é que você, ao notar o que causou esse desequilíbrio, aprenda com o erro e não volte a cometê-lo. O seu futuro merece um nome limpo, e o poder de torná-lo e mantê-lo assim está nas suas mãos.

Não comprometa grande parte da sua renda

Você já deve ter entendido que a renegociação de dívidas é um passo para tornar a sua vida financeira mais leve e fácil de ser resolvida, certo? Então você há de concordar que seria incoerente firmar um compromisso difícil de ser mantido. Uma das partes fundamentais do acordo, portanto, é que seja possível pagá-lo sem maiores dores de cabeça.

Uma boa dica para não se enrolar é organizar-se para não comprometer mais do que 30% do seu salário na parcela do acordo. Por isso mesmo é que você precisa analisar muito bem as condições antes de fechar o contrato da renegociação.

Conheça as opções de negociação online

É certo que você, ao renegociar as dívidas do cartão de crédito, precisa refletir sobre as suas condições e as do contrato. Vamos combinar que o sofá da sua sala é muito mais confortável do que se sentar em uma cadeira de um escritório desconhecido, e que o conforto da sua casa é o melhor cenário para vivenciar o processo da negociação.

Pois bem, foi pensando nisso que preparamos este ponto. Você precisa cogitar uma parceria online para livrar-se das dívidas do cartão de crédito. Se a pergunta da vez é “por que devo negociar dívidas online?” a gente responde mostrando as principais vantagens garantidas pela parceria. Veja agora:

  • não necessidade de deslocamento;
  • plataforma intuitiva e acesso fácil;
  • possibilidade de simular e conferir as opções quantas vezes desejar;
  • processos discretos;
  • fechamento do acordo no dia e horário que for conveniente;
  • acesso a maiores descontos e condições de pagamento mais flexíveis.

Agora que você sabe o melhor caminho para negociar dívidas do cartão de crédito, é hora de partir para a ação! Trace o seu plano: compreender a sua situação financeira, organizar-se para administrar um novo compromisso para, então, entrar em contato com a melhor parceria e limpar o seu nome: obviamente estamos falando da Kitei!

A nossa empresa pode ajudar você a realizar o sonho de livrar-se dos juros do cartão de crédito em atraso, garantido sempre e em qualquer ocasião discrição e facilidade. E então? Que tal visitar a nossa plataforma, conferir as opções disponíveis para você e negociar dívidas?

Vale lembrar que estamos sempre à disposição, portanto, caso apareça alguma dúvida enquanto você estiver navegando pelo nosso site, não hesite em entrar em contato com a equipe da Kitei!

Escreva um comentário