Embora o hábito de poupar acarrete uma série de vantagens para aqueles que o praticam, a tarefa de começar a reservar uma parte de nossos recursos para investimentos não costuma ser simples. Frente a essa realidade, saber como funciona o desafio das 52 semanas é muito importante.

Isso ocorre porque, ao cumprir as etapas do desafio, o indivíduo adquire disciplina e organização, qualidades muito úteis para uma pessoa que deseja usar seus recursos de modo mais saudável. Além disso, o resultado do desafio tende a ser muito animador e funciona como um grande incentivo para o futuro investidor.

Você gostaria de conhecer melhor essa metodologia e, assim, desfrutar de seus benefícios? Continue a leitura e descubra como funciona o desafio das 52 semanas!

Afinal, o que é o desafio das 52 semanas?

O desafio das 52 semanas foi desenvolvido com a finalidade de auxiliar aquelas pessoas que desejam começar a administrar seus recursos de forma mais eficiente, mas encontram dificuldades em atingir esse objetivo. Para facilitar o processo, o desafio sugere que seus participantes poupem pequenas quantias semanalmente, dobrando o valor inicial poupado a cada semana.

Por exemplo, digamos que uma pessoa decida iniciar o desafio com R$1. Na primeira semana, ela deve poupar R$1, na segunda semana R$2, na terceira R$3, na quarta R$4 e assim por diante.

Uma vez que os valores inicias são muito baixos, a maioria das pessoas consegue poupá-los com facilidade. No fim das 52 semanas, quando os participantes do desafio tem a sua disposição o valor de R$1.378 todo seu esforço vale a pena e serve como um incentivo para que continuem com o hábito de poupar e investir!

O que fazer para obter sucesso no desafio?

Agora que você entende como funciona o desafio das 52 semanas, continue a leitura e descubra os passos necessários para que ele seja cumprido da forma mais eficiente possível!

Decida uma semana para começar

O primeiro passo a ser dado costuma ser sempre o mais difícil. Afinal, é natural sofrer com uma leve insegurança antes de dar início a uma nova etapa. A grande questão é que, sem esse primeiro passo, nada muda e continuamos presos nos mesmos ciclos e situações complicadas. Nesse contexto, o primeiro passo a ser dado é definir uma semana para começar e, respeitando as regras do desafio, separar semanalmente o valor que deve ser investido.

Defina o valor que deve ser poupado

Poupar grandes quantias, quando possível, é uma boa prática. Entretanto, a finalidade desse desafio é auxiliar os seus participantes por meio da reserva de pequenas quantidades de recursos. Por esse motivo, é importante que o participante reserve uma quantia que não fará falta em seu orçamento. Afinal, de nada adianta assumir um compromisso que não pode ser cumprido.

Utilize planilhas e aplicativos

Acompanhar o capital acumulado é um dos fatores que mais motivam os participantes do desafio. Por esse motivo, é importante contar com um aplicativo ou mesmo uma planilha, capaz de mostrar o crescimento dos recursos acumulados.

Por que é tão importante desenvolver o hábito de poupar?

Cortar os gastos desnecessários e reservar uma quantia para investimentos são hábitos importantes, pois tem o potencial de elevar o padrão de vida de uma pessoa. Sem tomar esses cuidados, é possível que o indivíduo fique sempre preso em dívidas, gastando seus recursos de um modo que não o beneficia de verdade.

Por fim, é válido ressaltar que guardar dinheiro em casa não é a melhor opção. Afinal, além dos riscos que essa opção acarreta, o dinheiro ainda acaba perdendo valor com a inflação. Nessa situação, investir os recursos do desafio em aplicações como o Tesouro Direto ou CDBs, tende a ser uma boa ideia.

Além disso, atrelar o resultado do desafio à realização de um objetivo, como tirar férias ou fazer uma viagem, tende a tornar a tarefa mais simples e prazerosa. Isso ocorre porque existe uma finalidade clara atuando como fonte de motivação.

Agora que você sabe como funciona o desafio das 52 semanas, divida esse conhecimento com seus contatos. Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais!

Sou fundador da Kitei, empresa que fundei em meados de 2016. Atuo na  direção de toda a área comercial, administrativa e financeira no cargo de Diretor Executivo. Tenho mais de 25 anos de experiência no mercado de cobrança e por meio de uma gestão inovadora, continuo a conduzir minha equipe para atuar no mercado financeiro com competitividade.

Escreva um comentário