Afinal, antecipação salarial vale a pena?

4 minutos para ler

Não são raras as situações em que uma fonte de recursos, isenta de juros, é extremamente positiva para uma pessoa, principalmente quando ela precisa lidar com o pagamento de dívidas. Neste contexto, a antecipação salarial surge como uma ótima solução!

Afinal, por meio dela, o indivíduo tem acesso aos recursos de que necessita para quitar seus débitos ou reequilibrar suas finanças. Isso sem ter de preocupar em devolvê-los acrescidos de juros.

Você gostaria de entender como funciona a antecipação salarial? Leia o artigo e descubra se, e quando, ela vale a pena!

O que é e como funciona a antecipação salarial?

Como é de conhecimento comum, as empresas têm a obrigação remunerar seus colaboradores, por seus esforços, todos os meses com um salário previamente acertado entre as partes.

A antecipação salarial nada mais é do que pedir o adiantamento de parte dessa remuneração, uma prática que muitas vezes é conhecida como “pagamento de vale”. É importante ressaltar que, embora não exista nenhuma menção a antecipação de salário na CLT, ela não é considerada ilegal e muitas vezes é prevista em acordos de classe.

Outro ponto importante a ser mencionado é que, exceto em casos de acordo de classe, as empresas não são obrigadas a antecipar a remuneração de seus funcionários, o que faz dela um benefício.

Não existem percentuais mínimos e máximos, a não ser que sejam previstos em acordos de classe, para o adiantamento do salário, mas as empresas costumam liberar cerca de 40% da remuneração mensal do funcionário neste benefício.

Mas, uma vez que uma companhia libera este adiantamento salarial para um de seus colaboradores, os demais funcionários ganham o direito de recebê-lo.

Quais são as vantagens de contar com essa opção?

Um dos maiores diferenciais da antecipação salarial é o fato de que ela pode beneficiar tanto os colaboradores quanto a empresa.

Para as empresas, pagar este benefício abre espaço para que seus colaboradores se foquem melhor em suas atividades. Afinal, um colaborador preocupado em como renegociar suas dívidas, ou sem recursos para se manter, não pode fazer um bom trabalho.

Já para os colaboradores, a antecipação salarial surge como uma ferramenta eficaz para que eles organizem suas finanças. Em situações mais críticas, esses recursos podem ser ate mesmo fundamentais para a sua subsistência e para o pagamento de contas críticas, como a de luz e energia elétrica.

Em que situação vale a pena fazer a antecipação salarial?

Por mais que o adiantamento de salário seja capaz de acarretar uma série de vantagens para o colaborador, é importante lembrar que ele será descontado de seu pagamento final. O que significa que, se o funcionário não tomar o devido cuidado, ele pode se encontrar em dificuldades mais tarde.

Por esse motivo, podemos dizer que o ideal é recorrer à antecipação salarial apenas quando ela realmente se fizer necessária. Além disso, o colaborador deve organizar suas finanças para ser capaz de se manter com o restante de seu pagamento.

Em muitos momentos, o indivíduo pode precisar de recursos para lidar com emergências financeiras ou mesmo com dívidas que fugiram de seu controle. Nessas situações, a antecipação salarial, que é rápida e livre do pagamento de juros, pode ser vista como uma das melhores soluções.

Você gostaria de receber mais informações úteis, como estas? Assine nossa newsletter e receba mais conhecimentos relevantes!

Posts relacionados

Deixe um comentário